Todos os países da lusofonia
Advertisement

POESIA FEIA

PDF Imprimir e-mail

Vou fazer uma poesia feia,
Antiestética.
Sem Lua, mar ou estrela,
Antiética.

Nem sempre somos belos, lindos.
Atléticos
As vezes moribundos, cegos,
Epilépticos.

Na graça do beijo se esconde
O Eclético.
O amor absoluto está aonde?
Hipotético.

Perde-se o valor, a auto-estima.
Anti-séptica.
Nem sempre a verdade é perfumada.
Fossa-séptica.

A vida nem sempre é linda de paz
Paradisíaca.
As vezes dói, fere em pedaços desfaz
...MAS É POÉTICA...

Walter Branco, São Paulo/Brasil

 


Acrescentar como Favorito (291) | Refira este artigo no seu site | Visualizações: 3742

Comentários (1)
Coemntários RSS
1. Escrito por walter branco em 04-03-2010 17:39 - Registado
 
 
Esta Poesia tinha que estar em minha pág
Pois sou o autor. 
Walter Branco 
Email: 
 
Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de e-mail
 

Só utilizadores registados podem escrever comentários.
Por favor faça o login ou registe-se.

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Advertisement

Investir em Portugal Investimentos em Portugal
Aconselhamento e apoio ao investimento estrangeiro em Portugal



 
Cheap Camel Cigarettes | Bilglass 1 | Omega Vintage | Oppsigelse Sykemeldt | Varebil Utleie | cheap car hire