Todos os países da lusofonia

Galeria Lusófona

Arte Lusófona
Literatura Lusófona
Sabores Lusófonos
Advertisement

Blogs Recomendados

Alto Hama
Pululu
Malambas

Legado Português

Portugal no Mundo
Brasil 500 anos

Empresas Destaque

Horas Lusófonas

Advertisement

O cheiro livre da rubra flor

PDF Imprimir e-mail

Ponho um pé fora da janela,
Para lá das paredes
Que se desfazem em migalhas.
Já se voava antes de haver Red Bull.

São marchas simples
Que me elevam no espaço,
Por cima do Porto, do cinzento
Dos edifícios, até onde o azul é infinito.

Ponho um pé fora da janela,
Não sei se levo a cadeira também.
Posso-te dar boleia, se quiseres,
Pôr-te entre as estrelas e a Lua,
E os outros, deixa-os ficar por aqui,
(Eles não sabem o que é um cravo).

Dou um salto e furo as nuvens,
Dou outro e vou ao fundo do mar,
Sou um rei sem manto, sem roupa alguma,
Que a liberdade é não sentir peso.

Ponho um pé fora da janela
Para respirar, só para dar valor
Ao momento em que nasci (mesmo antes de nascer)
E ao cheiro livre da rubra flor.

 

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >

Investir em Portugal Investimentos em Portugal
Aconselhamento e apoio ao investimento estrangeiro em Portugal



Advertisement

Comunicados

António Marinho e Pinto - Mudar Portugal

Ler mais...

Broa de Avintes - não tem asas nem sabe voar

Ler mais...
Please login to Automatic Backlinks and activate this site.
 
| cheap car hire