Todos os países da lusofonia

Galeria Lusófona

Arte Lusófona
Literatura Lusófona
Sabores Lusófonos
Advertisement

Blogs Recomendados

Alto Hama
Pululu
Malambas

Legado Português

Portugal no Mundo
Brasil 500 anos

Empresas Destaque

Horas Lusófonas

Advertisement

25 de Abril

PDF Imprimir e-mail

Em vinte e quatro de Abril
 de mil novecentos e setenta e quatro
Eram Portugal e Colónias
Governados por um regime senil
Morriam soldados no mato...


Indiferente a todo o drama
A ditadura fascista
Em nome da Pátria reclama
Soldado: tens que ser realista!


Tens que morrer por Portugal
Tua Pátria está em perigo
Vais verter teu sangue afinal...
...para venceres o inimigo


E o tempo foi-se passando
Mas, a morte é verdadeira!
E o povo fica pensando...
Esta guerra é uma cegueira


E assim foram morrendo
Do alto chegam abutres!
Soldados nos campos gemendo...
Os ditadores ficam sem truques


Os jovens deste País
Querendo fugir à morte
Têm que se exilar da raiz
Procurar noutro lugar a sorte


Desse pesadelo acordaram
Na madrugada de vinte e cinco
 Povo e soldados se juntaram
Assim se acabou um ciclo!!!


E os homens deste País
Que tanto sofreram no tempo
Gritaram em tom bem feliz
Lançam outras sementes ao vento!

 

Braga,24-Abrl de 2002
Ant.º Alberto Camacho
Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de e-mail

 

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Advertisement

Investir em Portugal Investimentos em Portugal
Aconselhamento e apoio ao investimento estrangeiro em Portugal



Advertisement
Advertisement

Comunicados

António Marinho e Pinto - Mudar Portugal

Ler mais...

Broa de Avintes - não tem asas nem sabe voar

Ler mais...
 
P90x Workouts | Apex Spine | Mp3 | Pension In München | Rolex Vintage | cheap car hire