Todos os países da lusofonia
Advertisement

Soneto do tempo

PDF Imprimir e-mail
 

Penso no tempo que não volta mais

O tempo que voa com a eletricidade

Que castiga com seus temporais

Destruindo templos e cidades

 

O tempo que passa sem ser percebido

Pelos meros e pobres mortais

Que jaziam no limbo esquecido

E se vão como folhas nos vendavais

 

Ah! Tempo! Inimigo perpétuo

O que fazes tu no meu caminho?

Se pudesse andava sozinho

 

Sem pisar nas tuas armadilhas

Sem prender-me em tua prisão

Tempo, o que fazes tu na exatidão?

 


Sandro Kretus

 


Sandro Kretus livros
http://clubedeautores.com.br/search?what=sandro+kretus&commit=BUSCA

Sandro Kretus poemas
http://www.portugal-linha.pt/KRETUS/menu-id-105.html

Sandro Kretus pensador
http://www.pensador.info/autor/Sandro_Kretus/


Acrescentar como Favorito (296) | Refira este artigo no seu site | Visualizações: 3109

Seja o primeiro a comentar este artigo
Coemntários RSS

Só utilizadores registados podem escrever comentários.
Por favor faça o login ou registe-se.

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Advertisement

Investir em Portugal Investimentos em Portugal
Aconselhamento e apoio ao investimento estrangeiro em Portugal



 
Chip Tuning | Emu Oil | Jobs In Leeds | Job In Sheffield | cheap car hire