Todos os países da lusofonia
Advertisement

Alta hora da madrugada

PDF Imprimir e-mail

 

O MEDITADOR

 

À procura de achar o que fazer

Não foi por falta de tentar.

Apalpei o ar, amassei o papel,

Furei uma tecla emperrada

Tingi o céu do meu olhar.

Ouvi o farfalhar da sua voz

Roufenha a resmungar.

Talvez o meu ouvido moco

Tenha lhe ouvido pouco.

Pareceu-me como sempre

Descontente a vaguear,

Olhando-me com amorável

E atraente olhar atroz.

Não querendo ser impertinente

E, sorridente ouço a sua voz

Com seu velho jeito de amar.

E, cerrando o serrado cenho,

Porém, agora, pode deixar,

Não há quem deste lugar

Extático me arraste...

Sou teimoso a engatinhar,

Até à hora do abate...


Acrescentar como Favorito (370) | Refira este artigo no seu site | Visualizações: 3427

Seja o primeiro a comentar este artigo
Coemntários RSS

Só utilizadores registados podem escrever comentários.
Por favor faça o login ou registe-se.

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Advertisement

Investir em Portugal Investimentos em Portugal
Aconselhamento e apoio ao investimento estrangeiro em Portugal



 
Wamp Download | Shop Für Gleitsichtgläser | Artichokes Egypt | Gifts For Mom | Werbeagentur München | cheap car hire