Todos os países da lusofonia
Advertisement

Maria Alice está na moda

PDF Imprimir e-mail
Maria Alice tem 4 anos e mora lá no norte. Vovó não conta a idade, mas mora no sul. Lá onde mora Maria Alice tem florestas, tem o Rio Madeira, tem muitos bichos, até uma sucuri de muitos metros já atravessou a avenida de quatro pistas pertinho da casa dela. Lá tem jacaré na beira do rio; muitos jacarés tomando sol. Tem muitas festas também. Muita folia porque o povo de lá é alegre e feliz. A Maria Alice é muito feliz; tem o papai e a mamãe mais a mana Maria Cecília que também é muito bonita e é o xodó da Maria Alice. Uma família nuclear. Mas como o negócio é falar de moda, vamos direto ao assunto: no quarto dela tem um armário muito grande, tem a gaveta dos pijamas, das calcinhas, meias – não, meias não tem lá, faz calor. Tem os vestidos nos cabides e os sapatos. Ah! Os sapatos são lindos; tem sapatinhos dourados, prateados, ouro velho, pérola, Pink, pretos, brancos, com laços, pinduricalhos, bordados, botas. E tem as clocs também, de todas as cores. Imagine que um dia a vó Iza comprou clocs pretos e quando a Maria Alice chegou da escola e viu aquilo, foi uma tragédia. Pensou: vó Iza usando minhas crocs, caiu no choro. Foi um tal chororô, parecia que o mundo ia se acabar, mas não acabou. Ela estuda em uma escola muito legal e tem amigos também muito legais. Como lá tem muita festa, ela tem muitos vestidos bonitos e a tia dinda smpre que vem de lá muito longe onde ela mora, trás vestidos lindos. Da última visita trouxa um vestido preto com faixa pink todo desenhado em branco. No desenho tem a torre Eiffel de Paris, tem o Rio Sena, tem a Igreja do Sagrado Coração, Catedral de Notre Dame, etc. Pois bem, ela foi no batizado da Maria Cecília com este vestido; lá a mãe distribui giz cera e papel para todas as crianças e não é que a Clara quis desenhar no vestido da Maria Alice! Mas ela não deixou e colocou a saia no meio das pernas e começou a gritar. Gritou tanto que foi um Deus nos acuda. Outra vez ela foi a uma festa toda linda com vestido branco e ouro velho nos detalhes e sapatos ouro velho. Só que na hora de sair, como ela tem muitas bolsas – ah! As bolsas dela são, como diz a vó, um show – ela resolveu levar duas bolsas e a mamãe dela ia explicando a todos que perguntavam porque duas bolsas: é porque a Maria Alice estava em dúvida e na dúvida é melhor levar as duas. Teve uma época que ela quis lançar a moda de jarra de plástico. Ah! Sabem o que é? É aquela jarra de suco que quando fica velha quebra e fica encardida, pois não é que onde ela ia levava a tal jarra cheia de fichas de jogo da velha e outros trecos; até nas festas ela ia de jarra, mas a moda não pegou e ela se resolveu pelas bolsas. Lá onde ela mora, ela sempre tem medo de bicho, cachorros, fatos, mas na casa dos avós, no verão, a família torna-se estendida. Vem até a Bisa, os tios, a tia dos vestidos bonitos com a família, o tia com a família e mais a família da Maria Alice. É uma bagunça. Ela sobe e desce as escadas sem ajuda e faz a maior bagunça. Tudo é permitido. Pois nesse verão ela ficou muito amiga do Pipo que é muito bonito e bonzinho. Comia tudo o que era oferecido por ela, sem pular para não assustar a Maria Alice. O Pipo, o cão. Teve um dia que ganhou da tia, aquela dos vestidos bonitos, uma varinha de fada com estrelas na ponta e fez mágicas, muitas mágicas. Ficou horas no jardim e a vizinha da frente falou com ela e ela respondeu com mágica. Só não se sabe em que ela transformou a simpática vizinha: se foi em princesa ou sei lá que bicho. A fono diz que a Maria Alice conhece todas as cores e que ela é muito educada. O médico e a psicóloga dizem que ela é linda. Ah! Isso é verdade! Ela tem cachos loirinhos e longos que a maior parte do tempo ficam presos para que ela não fique comendo, senão fica careca. Ela adora comer os cachos dela e dos outros também! Quando ela sai para passear todos ficam olhando para ela e o papai e a mamãe ficam bobinhos, bobinhos. Na festa da escola, ela vestiu uma bailarina rosa muito bonita que foi toda bordada pela mamãe. Só que a vó não entende se a mamãe dela não sabia pregar botões como é que ela sabe bordar... são coisas do coração de mãe. Pois a mãe dela trabalha muito, até a pouco tempo era professora da Faro, dava aulas de engenharia ambiental e mais outros empregos. Mas para ficar com a Maria Alice ela deixou o trabalho na faculdade e passou a trabalhar só no período da manhã que é quando as meninas vão para a escola e a tarde trabalha em casa e ainda fica fazendo os exercícios com a Maria Alice e está muito feliz com os progressos dela em casa. Com a ajuda de todos e na escola Laura Vicunha todos estão ajudando com muito amor e carinho. Estão estudando o caso para poder ajudá-la melhor. É um exercício diário. Ela já não está usando mais fraldinhas. Já é uma vitória. E logo logo ela vai aprender a falar verbalmente com todos pois ela se comunica com os olhos e gestos. Ela tem autismo leve. E vida normal e a família toda, dos dois lados, vibra a cada vitória dessa menina que gosta de andar na moda e é uma guerreira. Tem dias que ela vem com os brinquedos de encaixar; ela cria colares, pulseiras, coroas, arcos para ela e para a mana. As vezes ela pega as bolsas, os colares e sapatos da mamãe e usa de maneira muito original. Aí ela vai para o espelho e passa batom na boca, nos olhos, na testa e faz a maior bagunça. Só que a mamãe não gosta desta parte. Ela gosta muito de pintar. Pintou a porta do lavabo, da cozinha e da sala. Ela pintou as paredes, mas a mamãe resolveu a situação comprando cavaletes, tintas e pinceis. Nas paredes e portas não pode mais. Também colocar panelas na cabeça da Maria Cecília para parecer que é chapéu não pode. Quando ela vem para a casa dos avós, ela usa roupa de joaninha, de dragão e onça que a tia dinda, dos vestidos bonitos, trás lá de longe; até trouxe galocha, guarda chuva e capa de girafa, mas isso só pode ser usado no sul. No norte não dá: faz muito calor. Ela gosta muito de musica clássica e também daqueles CD’s infantis e de TV. Todos os programas de desenho ela gosta de assistir, mas também tem aqueles que não agradam, aí ela desliga a TV. Está na moda, está com a Maria Alice. Moda é com ela. (Esta é uma homenagem a todas as famílias de crianças especiais e que tem Deus no olhar e um céu azul profundo no coração e essas mães que são doces amigas que acreditam, que tem fé e são flores de aço e que nada temem.)
Acrescentar como Favorito (313) | Refira este artigo no seu site | Visualizações: 2899

Seja o primeiro a comentar este artigo
Coemntários RSS

Só utilizadores registados podem escrever comentários.
Por favor faça o login ou registe-se.

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Advertisement

Investir em Portugal Investimentos em Portugal
Aconselhamento e apoio ao investimento estrangeiro em Portugal



 
| cheap car hire