Todos os países da lusofonia
Advertisement

AMIZADE E ESPERANÇA

PDF Imprimir e-mail

Meu verso em plenitude o quanto poderia
Pousar qual fosse mera e mansa borboleta
Ou mesmo navegar e ter como um cometa
A sorte mais gentil e nela esta harmonia

Crisálida, meu sonho em paz e fantasia
Ainda quanto muito o todo se prometa
Vagando pelo espaço e nisto se arremeta
Ao grande amor que tanto em luz eu concebia

Bebendo do infinito a cada novo verso
Encanto dita a sorte e rege este universo
Aonde o todo traz além do quanto queira

O manto consagrado ao máximo do sonho
E nele outro cenário ainda além componho
E tenho esta esperança amiga e companheira.



Acrescentar como Favorito (477) | Refira este artigo no seu site | Visualizações: 4757

Comentários (1)
Coemntários RSS
1. Escrito por Antonio PEREIRA em 16-09-2011 19:38 - Registado
 
 
Saudades
O canto da minha aldeia 
È a voz da alegria 
Cantado à boca cheia 
Em honra da Senhora da Guia. 
 
Quem passa pelo monte da Guia 
Logo pensa em voltar 
Seja de noite ou seja de dia 
È o mais belo patamar ! 
 
De dia vêem-se os campos 
À noite a luz de nossos lares 
Là do alto tudo são encantos 
A purificar os nossos olhares ! 
 
Ainda é mais encantador 
Quando sentimos as saudades 
De quem partiu cheio de amor 
Deixando-nos estas verdades. 
 
Imaginamos ver là distantes 
Os muitos filhos da aldeia 
Pelo mundo tantos emigrantes 
Se recordam volta e meia. 
 
O canto com devoção 
Aumenta a graça em nòs 
Diziam para dar animação 
Os ditos dos nossos avòs. 
a 21/02/2010
 

Só utilizadores registados podem escrever comentários.
Por favor faça o login ou registe-se.

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >

Investir em Portugal Investimentos em Portugal
Aconselhamento e apoio ao investimento estrangeiro em Portugal



 
| cheap car hire