Todos os países da lusofonia

Galeria Lusófona

Arte Lusófona
Literatura Lusófona
Sabores Lusófonos
Advertisement

Blogs Recomendados

Alto Hama
Pululu
Malambas

Legado Português

Portugal no Mundo
Brasil 500 anos

Empresas Destaque

Horas Lusófonas

DESAMOR

PDF Imprimir e-mail

Em mim em tudo, alma, coração, pensamento!

Uma angustia misturada a uma tristeza...

amor e suas despedidas

E o não doer, da decepção do amor...

é uma supressa!

Ou de não ser mais, na mesma intensidade....

de algum tempo atrás, onde quase morria!

Igual a um de meus adeuses a amores findos...

Mas, não consegui evitar o choro....

do morrer das fantasias na minha alma...

Estou meia que anestesiada das decepções...

Que o amor, o amar fez dentro de mim, e em mim....

É como se eu já tivesse caindo, e machucado...

No mesmo lugar e tantas vezes,

que me acostumei com a dor!

Ainda fico meia, desorientada confesso....

E por algum tempo, fico a andar...

como em círculos dentro de mim!

Ate passar o impacto, que ele causou...

Mas, as desilusões fizeram raízes fundas!

E uma sombra enorme, e deram a mim abrigo!

Protegem-me, e protegem o meu coração...

que  mais maduro diz a mim, em nossa solidão...

- vai doer um tempo, mas esqueceremos e seguiremos!

que vou achar nosso rumo, um novo caminho...

E um novo amor....

 

Sandra Mello flor


Acrescentar como Favorito (273) | Refira este artigo no seu site | Visualizações: 2283

Seja o primeiro a comentar este artigo
Coemntários RSS

Só utilizadores registados podem escrever comentários.
Por favor faça o login ou registe-se.

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Advertisement

Investir em Portugal Investimentos em Portugal
Aconselhamento e apoio ao investimento estrangeiro em Portugal



Advertisement

Comunicados

António Marinho e Pinto - Mudar Portugal

Ler mais...

Broa de Avintes - não tem asas nem sabe voar

Ler mais...
 
| cheap car hire