Todos os países da lusofonia

Galeria Lusófona

Arte Lusófona
Literatura Lusófona
Sabores Lusófonos
Advertisement

Blogs Recomendados

Alto Hama
Pululu
Malambas

Legado Português

Portugal no Mundo
Brasil 500 anos

Empresas Destaque

Horas Lusófonas

Advertisement

Edmar Bernardes DaSilva - obras publicadas

PDF Imprimir e-mail
Contos e poemas:
- "Astros e Estrelas", Edição de autor, Belo Horizonte, Brasil, 1ª ed. (1997)

Poesia:
- "Viagens dentro de mim e do universo", 1ª ed. (1996) - Belo Horizonte, Brasil.
- "Viagens dentro de mim e do universo", Ed: Adv. Transl., Inc., Miami Beach, USA, 2ª ed. (1997)
- "Sentimentos e Paixões", Ed: Academia Linguística, Miami Beach, USA, 2ª ed. (1998) Edição em quatro línguas: Primeira Edição - Português, Inglês, Italiano e Francês Segunda Edição - Português, Inglês, Alemão e Francês

Internet:
- Publicou vários poemas e contos em Portugal em Linha

Traduções:
- "Astros e estrelas" foi traduzido para Alemão, tendo sido lançado no Brasil, Alemanha e Estados Unidos.
"Sentimentos e Paixões" foi traduzido para Inglês, Alemão e Francês e lançado nos Estados Unidos e no Brasil.

Prémios:
- Diploma da "The National Library of Poetry" pelo seu poema "Memórias"
Diploma por contribuição cultural durante a Leitura Internacional de Poesias /1997
2ª lugar no II Concurso Nacional Literário de Primavera (1998) para o seu conto "Aconteceu no trem", que vai ser publicado na Antologia dos vencedores "Sinfonia da Primavera"

Citações e referências:
- Vários jornais e revistas de origem brasileira, americana, portuguesa e alemã já escreveram artigos sobre o autor e os seus trabalhos.


Três poemas de Edmar:

Vícios

Sentado no meu quarto
Trancado em mim mesmo
Fechado em pensamentos
Viciado em procuras
Sonhando com sonhos
Derramando lágrimas
Caído em mim mesmo
Despencado em precipícios
Lutando contra a depressão
Viciado em solidão
Buscando buscar o além
Lutando contra o vazio
Viciado em alguém

Luz -MG -12/05/87
em "Viagens dentro de mim e do universo"


Busca II

Busco a mim mesmo
Tentando me encontrar
Conheço o mundo todo
Desconheço a mim mesmo
Tento me procurar
Como caçador me caço
Desvendando meus mistérios
Profundamente me procuro
Mergulho meu consciente
Ultrapasso meu inconsciente
Atravesso caminhos obscuros
Estradas cheias de luz
Venço barreiras intrasponíveis
Atinjo o inatingível
Continuo me buscando
Me encontro por um lado
Me perco por outro
Como caçador me caço
A busca se perpétua
Busco a mim mesmo

Luz -MG -10/01/82
em "Viagens dentro de mim e do universo"


Raio de Luz

Raio nítido transparente de luz
Começando a brilhar no meu interior
Invadindo a janela dos meus olhos úmidos
Principio então a respirar profundo
De repente começo a gritar para o mundo
Querem saber de um acontecimento importante?
Sinto tudo muito melhor neste exato instante
Rola uma gota de lágrima repentina
Como inconsciente cascata de luz
Chorando transparente chuva de prata
Fazendo-me renascer num todo novamente
Então mergulho o profundo brilho da luz
Inconsciente dou um forte grito utópico
Berro mentalmente que tudo é muito visível
Devaneio de maneira psíquica transcendente
Intrínseco sinto meu espírito flutuar
Estou voando dentro de minha própria essência
Submergido dentro do meu próprio vazio
Diluindo-me neste espaço desocupado
Sinto meus olhos famintos de infinidade
Enxergo longínquos traços de estrelas
Incorporo essas aos meus sentimentos
Então engulo minha própria paixão
Emergida das profundezas da escuridão
Incorporo-a juntamente com o raio de luz
Finalmente somos completamente um só.
 

Investir em Portugal Investimentos em Portugal
Aconselhamento e apoio ao investimento estrangeiro em Portugal



Advertisement

Comunicados

António Marinho e Pinto - Mudar Portugal

Ler mais...

Broa de Avintes - não tem asas nem sabe voar

Ler mais...
 
| cheap car hire